quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Hunter S. Thompson - Medo e Delírio em Las Vegas

Sempre Alerta


2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Hunter Stockton Thompson (Louisville, Kentucky, 18 de julho de 1937 — Aspen, Colorado, 20 de fevereiro de 2005) foi um jornalista e escritor norte-americano. Conhecido pelo seu estilo de escrita extravagante, aperfeiçoado em seu livro mais famoso, Medo e Delírio em Las Vegas (Conrad, 2007, L&PM POCKET, 2010), Thompson foi um criador de um estilo denominado Jornalismo Gonzo. Esse estilo se caracteriza por acabar com a distinção entre autor e sujeito, ficção e não-ficção.

    Em 1971 ele publica uma série de artigos na Rolling Stone que viria a se tornar seu livro mais famoso: Medo e Delírio em Las Vegas: Uma Jornada Selvagem ao Coração do Sonho Americano. Tratava-se de uma narrativa em primeira pessoa de seu alter ego, Raoul Duke, que viaja até a famosa cidade do jogo para cobrir uma corrida de motocross e uma convenção de promotores públicos sobre drogas, em companhia do bizarro advogado samoano Dr. Gonzo (inspirado no advogado mexicano Oscar Zeta Acosta). Antes da viagem, os dois encheram o porta malas de seu conversível vermelho com os mais diversos tipos de drogas (maconha, cocaína, LSD, éter, mescalina e muitas outras). O resultado foi uma busca esotérica do Sonho Americano, e o livro, também ilustrado por Ralph Steadman, se tornou o maior sucesso de Thompson.

    No ano seguinte, ele cobriu as eleições presidenciais americanas entre o democrata George McGovern e o presidente republicano Richard Nixon. As críticas ácidas aos oponentes de McGovern, que se tornou seu amigo, dentro do Partido Democrata e principalmente ao presidente Nixon tornaram o livro Fear and Loathing on the Campaign Trail 1972 um clássico da sátira política. Thompson se tornou um dos mais ferozes críticos de Nixon, e ao escrever o seu obtuário na Rolling Stone em 1994, o descreveu como "um homem que pode apertar sua mão e o apunhalar nas costas ao mesmo tempo".

    Nessa época Thompson se tornou recluso, vivendo em um sítio fortificado nas imediações de Aspen, de onde escrevia diversos artigos para jornais e revistas sobre seus temas favoritos: política, futebol americano, drogas e comportamento violento, sempre com duras críticas ao 'american way of life'. Em 1991, após uma busca em sua casa provocada pela acusação de assédio sexual por uma assistente, Thompson foi preso por porte de drogas. Seu julgamento obteve grande atenção da mídia e ele acabou sendo inocentado com a alegação de que a polícia invadiu ilegalmente sua casa.

    Hunter Thompson suicidou-se com um tiro de espingarda na cabeça em 20 de fevereiro de 2005. Ele deixou um bilhete em que se mostrava deprimido e sofrendo de terríveis dores após uma cirurgia na região da bacia. Seu corpo foi cremado e as cinzas foram lançadas ao céu por um pequeno foguete, em uma cerimônia bancada pelo ator Johnny Depp, seu amigo e que interpretou o personagem Raoul Duke na versão para o cinema de Medo e Delírio em Las Vegas Fear and Loathing in Las Vegas (filme) em 1998 e Paul Kemp em O Diário de Um Jornalista Bêbado The Rum Diary (filme), lançado em 2011.

    Fonte:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Hunter_S._Thompson

    ResponderExcluir